Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 21 DE NOVEMBRO DE 2017

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  20/11/2017   Chamadas de satélite não partiram de submarino desaparecido na Argentina, diz Marinha - Pelo menos 400 sinais foram analisados, mas nenhu...     20/11/2017   Preço do combustível varia, e muito, até dentro da mesma cidade - Em SP, diferença entre posto mais caro e o mais barato chegou a 27%. Ag...     20/11/2017   Marinha da Argentina analisa "ruído" detectado em área de busca de submarino desaparecido - Barulho foi ouvido por duas embarcações argen...     20/11/2017   Indústria do petróleo deve criar 500 mil vagas de trabalho em cinco anos - Leilões de novas áreas de exploração devem aquecer mercado. At...     20/11/2017   Marinha argentina vai analisar ruído vindo de região onde submarino desapareceu - O porta-voz da Marinha argentina, Enrique Balbi, inform...     20/11/2017   Petróleo abre em baixa em Nova York, a 56,08 dólares o barril - O petróleo abriu em queda nesta segunda-feira em Nova York, com os mercad...     20/11/2017   Estaleiros cogitam uso de Fundo da Marinha - Na movimentação para salvar seus negócios, o Estaleiro Atlântico Sul conta com a ajuda das l...     20/11/2017   Cresce a pressão contra a exploração de Petróleo na Bacia do Alentejo, em Portugal - Aumentou o movimento contra a exploração de Petróleo...     20/11/2017   Honorários dos Despachantes Aduaneiros serão pagos através do Siscomex - Expectativa do Presidente do SINDASP, Marcos Farneze, é de que a...     20/11/2017   JAGUAR E TOP CAR PROMOVEM EXPERIÊNCIA DE PISTA COM SUPER ESPORTIVOS - Nova Santa Rita, Novembro de 2017 – Que tal testar um Jaguar com ma...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

11/08/2017

Supply Chain: o que você precisa para ter um departamento de compras estratégico?

Artigos / Entrevistas

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

Competição acirrada, redução nas margens de lucro, cortes de custos. Na corrida para driblar essas e outras adversidades, as empresas buscam mais eficiência na gestão de Supply Chain e dos negócios ligados às compras.

Uma das saídas para vencer esses problemas e ganhar competitividade é criar alianças com fornecedores a partir de estratégias traçadas pelo departamento de compras. Esses modelos de parcerias abrem caminho para novas fontes de rendimento e ajudam a expandir o mercado.

Se antes a área de compras acompanhava apenas a contratação de fornecedores, atualmente ela participa ativamente dos processos de inovação e mudanças dentro das organizações. Hoje já se reconhece o impacto do departamento e, quanto mais estratégico, mais espaço ele consegue na empresa.

Ao pensar que os materiais e serviços comprados compõem de 60 a 80% do custo de um produto e que as compras são responsáveis por um gasto de mais de 50% de toda receita das vendas, fazer com que essa área seja mais estratégica é a melhor alternativa para gerar lucro e garantir boas negociações. Mas por onde começar?

Capacitação dos times — Antes de mais nada, é preciso identificar junto ao time de compras as capacidades específicas dos colaboradores. Afinal, empresas que deixam de investir nas habilidades de sua equipe jogam fora um dos principais ativos corporativos: o valor.

Para descobrir as competências dos colaboradores com maior potencial de contribuição para o desempenho da empresa, o ideal é fazer uma avaliação de suas capacidades técnicas e de liderança, comparando-as com benchmarks relevantes.

Essas habilidades variam de acordo com a empresa. Pode ser que um colaborador domine conceitos de engenharia reversa para analisar a estrutura de custos de um fornecedor com precisão. Ou ainda, que outro saiba fazer uma leitura profunda do mercado e consiga levantar informações para trazer vantagens competitivas.

O importante é fazer um diagnóstico individual dessas habilidades e inserir os colaboradores nos sistemas internos, dando suporte a esses profissionais com a adoção de ferramentas de coleta de dados e processos claros para apoiar o gerenciamento e incentivar a governança.

KPIs para Supply Chain — O setor de compras de qualquer empresa deve seguir metas claras para encontrar produtos e serviços pelo melhor preço, sem deixar de lado as exigências de qualidade.

Indicadores de desempenho, ou KPI’s (Key Performance Indicators) fornecem dados concretos baseados em informações relevantes como lead time, custos, satisfação e produtividade do cliente, nível das entregas, taxa de devoluções, saving, evolução do preço e custo de suprimentos. São instrumentos preciosos para que uma empresa consiga melhorar sua gestão, tomar decisões mais assertivas e aumentar seu lucro em curto e longo prazo.

A escolha dos indicadores mais adequados depende de cada empresa, do momento em que ela se encontra e da situação a ser diagnosticada. A partir da análise do KPI certo é possível conquistar melhorias na administração do processo produtivo, tendo como resultado a redução do estoque. Para citar um exemplo, uma empresa que vende equipamentos eletrônicos e tem como objetivo ser a fornecedora número um do seu segmento, pode acompanhar o KPI do número de vendas semanal.

CVO: o CPO do futuro — O foco atual do procurement não é mais o preço. Hoje, uma visão mais holística do departamento de compras passou a compreender o valor como um bem estratégico. E com um ambiente empresarial mais complexo, a natureza dos profissionais do C-level deve se adaptar às tendências.

Criado para ter um enfoque total nas operações e gerenciamento de preços, o papel do CPO (Chief Procurement Officer) está cada vez mais orientado por dados em tempo real. E já não é suficiente ter acesso apenas aos dados da cadeia de suprimentos - os CPOs de hoje precisam ser capazes de analisar essas informações, mas também outros indicadores, como KPIs, para tomar decisões mais pautadas nos objetivos corporativos. Entender as necessidades do consumidor, a fim de gerar valor, também é vital para esse profissional se ajustar à nova demanda.

Automação para as melhores estratégias em Supply Chain — Uma tendência do mercado de compras é a automação de processos, instrumento que alia Tecnologia da Informação e gerenciamento de negócios para otimizar os resultados da empresa e contribuir para alcançar seus objetivos globais.

Substituir atividades manuais por um software específico de e-procurement reduz tanto custos como tempo de trabalho. Ao mesmo tempo, aumenta o lucro, a competitividade, o acesso à informação, a governança, a colaboração e a agilidade dos processos.

Por: Marcos Roig, gerente comercial do Mercado Eletrônico.

 

Por Portal Fator Brasil - Marcos Roig **

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

"Temos uma cidade que se esforça para piorar"

Brasil aumenta o preço da energia: o impacto sobre os data centers

O futuro que nos aguarda

Direção exata: benefícios da combinação entre o sistema de navegação por satélite e o piloto automático

AiNFRAENTREVISTA: LEONARDO COELHO "FERROVIA TEM BOM MOMENTO PARA REORDENAR A CASA"

Chamadas de satélite não partiram de submarino desaparecido na Argentina, diz Marinha

Preço do combustível varia, e muito, até dentro da mesma cidade

Marinha da Argentina analisa "ruído" detectado em área de busca de submarino desaparecido

Indústria do petróleo deve criar 500 mil vagas de trabalho em cinco anos

Marinha argentina vai analisar ruído vindo de região onde submarino desapareceu

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística