Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 21 DE NOVEMBRO DE 2017

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  20/11/2017   Chamadas de satélite não partiram de submarino desaparecido na Argentina, diz Marinha - Pelo menos 400 sinais foram analisados, mas nenhu...     20/11/2017   Preço do combustível varia, e muito, até dentro da mesma cidade - Em SP, diferença entre posto mais caro e o mais barato chegou a 27%. Ag...     20/11/2017   Marinha da Argentina analisa "ruído" detectado em área de busca de submarino desaparecido - Barulho foi ouvido por duas embarcações argen...     20/11/2017   Indústria do petróleo deve criar 500 mil vagas de trabalho em cinco anos - Leilões de novas áreas de exploração devem aquecer mercado. At...     20/11/2017   Marinha argentina vai analisar ruído vindo de região onde submarino desapareceu - O porta-voz da Marinha argentina, Enrique Balbi, inform...     20/11/2017   Petróleo abre em baixa em Nova York, a 56,08 dólares o barril - O petróleo abriu em queda nesta segunda-feira em Nova York, com os mercad...     20/11/2017   Estaleiros cogitam uso de Fundo da Marinha - Na movimentação para salvar seus negócios, o Estaleiro Atlântico Sul conta com a ajuda das l...     20/11/2017   Cresce a pressão contra a exploração de Petróleo na Bacia do Alentejo, em Portugal - Aumentou o movimento contra a exploração de Petróleo...     20/11/2017   Honorários dos Despachantes Aduaneiros serão pagos através do Siscomex - Expectativa do Presidente do SINDASP, Marcos Farneze, é de que a...     20/11/2017   JAGUAR E TOP CAR PROMOVEM EXPERIÊNCIA DE PISTA COM SUPER ESPORTIVOS - Nova Santa Rita, Novembro de 2017 – Que tal testar um Jaguar com ma...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

13/11/2017

Denatran alerta que 84% dos recalls em airbags não foram feitos

Tecnologia

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil

Brasília - O diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Elmer Coelho Vicenzi, concede entrevista ao programa Por Dentro do Governo, da TV NBR (José Cruz/Agência Brasil)

O diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Elmer Coelho Vicenzi, concede entrevista ao programa Por Dentro do Governo, da TV NBR José Cruz/Agência Brasil

O airbag dos veículos automotivos vendidos no Brasil é o componente que mais tem apresentado problemas que resultaram na necessidade de se fazer campanhas de recall. No entanto, 84% dos mais de 2,2 milhões de veículos que se encontram nessa situação não o fizeram, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

De acordo com o diretor do Denatran, Elmer Coelho Vicenzi, 85% dos recalls dirigidos a veículos automotivos podem causar lesões. No caso das motos, acrescentou, 60% dos problemas identificados implicam em risco de queda. “No caso dos airbags, apenas 16% dos recalls foram atendidos. Isso significa que 84% desses veículos estão andando pelas ruas com seus airbags defeituosos”, informou Vicenzi nesta segunda-feira (13) após participar do programa Por Dentro do Governo, na TV NBR. O programa é produzido e coordenado pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, com a participação de emissoras de rádio de todo o país.

Os números citados pelo diretor constam do Boletim Recall. O documento mostra que, entre 2013 e junho de 2016, o airbag foi o componente mais afetado pelas campanhas de recall. Ele representa mais de um quarto (26%) dos componentes que apresentaram problemas. No período foram, ao todo, 60 pedidos de recall em airbags. O problema afetou mais de 2,2 milhões de veículos. Em segundo lugar ficaram os freios, com 17% do total de componentes defeituosos responsáveis por pedidos de recall; em seguida, o sistema de combustível (16%); motor (11%); problemas na direção (9%); e cinto de segurança (7%).

Em parte, a ineficiência das campanhas de recall se deve à dificuldade de o consumidor saber se seu veículo está entre os que tiveram o chassi informado nas campanhas. A fim de dar mais eficiência a essas campanhas, o governo pretende fazer uma parceria com as empresas do setor, a fim de fornecer “apenas para essa finalidade” o nome e o endereço do proprietário do veículo que precisa passar por recall. “Vamos fiscalizar o recall para garantir que o uso dessa informação está restrito a esse serviço”, garantiu o diretor do Denatran.

O diretor recomenda que os consumidores recorram ao site do Denatran para saber se o seu veículo precisa passar por algum ajuste. “Tem uma área do site onde ele pode digitar o número do chassi para ver se há algum recall pendente”, acrescentou Vicenzi.

Recall é um chamado público feito pelas empresas quando um produto ou serviço apresenta um defeito que coloque em risco a saúde e a segurança do consumidor. O objetivo é corrigir problemas e prevenir acidentes. A medida está prevista no artigo 10º do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Semáforos sonoros

Durante a entrevista à TV NBR, Vicenzi disse que o Brasil está padronizando os semáforos sonoros, dirigidos a pedestres com deficiência visual. Ele explica que essa falta de padronização dificulta a autonomia das pessoas com deficiência, porque cada parte do país tem uma padronização diferente.

“Será uma padronização única nacional e passará por campanhas educativas. A ideia é que, ao segurar por mais de 3 segundos o botão do sinal, ele, ao ficar verde [para o pedestre] emita um sinal sonoro que vai diminuindo, de forma à pessoa saber que o tempo [para a travessia] está encerrando”, explicou o diretor.

*Título da matéria atualizado às 16h47. O percentual de veículos que não fizeram o recall é de 84%, e não 85%, como informado anteriormente.

 

Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

Honorários dos Despachantes Aduaneiros serão pagos através do Siscomex

RGE instala religador automático em Vacaria

Denatran avalia sinalização com efeito tridimensional

Tesla revela hoje caminhão elétrico

Volkswagen apresenta o Virtus por inteiro

Chamadas de satélite não partiram de submarino desaparecido na Argentina, diz Marinha

Preço do combustível varia, e muito, até dentro da mesma cidade

Marinha da Argentina analisa "ruído" detectado em área de busca de submarino desaparecido

Indústria do petróleo deve criar 500 mil vagas de trabalho em cinco anos

Marinha argentina vai analisar ruído vindo de região onde submarino desapareceu

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística